Da Cantiga

tumblr_lip55iiiOs1qf6jy9o1_500

permita-se sorrir nos verbos
beijar os lábios
cantar eternos
enamorar-se
tornar-se verso
sentir a brisa
abraçar tetos
findar marasmos
ou comer quieto
amar profundo
mergulhar reto
gritar ao mundo
sem desespero
andar sozinho
sentir o cheiro
e quando acalmar
a ciranda cansa
tombarei contigo
minha esperança

. Ícaro Uther

Antes do Sol, meu Teatro

 

Às vezes se esconde

No meio do nada,

Fugindo do escuro e

Caçando os fantasmas

Que teimam em surgir

Nas glórias passadas,

No quadro em branco e

Na camisa manchada

Por sangue e lágrimas

 

Em mais um dia comum

Nessa vida pacata

Que não precisa de heróis,

Só de cartas marcadas

 

– Essa não é minha sina, cowboy.

 

. Ícaro Uther

Os Homens de Minerva

Apesar da beleza e da inteligência acima da média, ela andava armada com uma frieza extremamente calculada para destruir e deixar agonizando no chão o coração de todos os homens que ultrapassassem seu caminho e não conseguissem fazê-la sorrir. Por Deus, mas ninguém nunca conseguiu fazê-la sorrir! Nenhum ser com um maldito pinto no meio das pernas conseguiu satisfazê-la.

Ela sabia de todos os segredos, embaralhava os pensamentos e fazia você se sentir como se um anjo estivesse tocando harpa especialmente para você, mero mortal, enquanto a musa dos seus sonhos deleitava-se com o mais puro dos óleos orientais e despia-se lentamente. Ela era musa. Acorde. Ela sabe enganar-lhe facilmente, droga.

O salto quinze vermelho, acompanhado do vestido preto que flutuava com cada rajada de vento no meio da rua. Ah, mulher, e esse seu olhar que deixava o vendedor ambulante boquiaberto e com sonhos de crescer na vida só para ter alguém igual a você. Ele nunca terá alguém igual a você. Ponto. Mais um maldito ponto para seu ego que infla com cada olhar que você seca com esses olhos de morte e maldade. Malditos olhos vermelhos.

Ela não quer o Executivo, nem o rico Ditador. O peito ascende e parece querer vingar-se de cada homem que já maltratou uma mulher em algum canto do Mundo. Heroína? Mas ela é a vilã, droga! Não quero mudar o primeiro parágrafo desse texto. Ela é a vilã e pronto. São os nossos corações que ela destrói e deixa cinza, sem amor.  São os nossos pensamentos que ficam cheios de esperança e depois… nem sei o que vem depois…

Ela não tem boca sequer para cuspir. O sorriso é uma moldura feito espelho que reflete – não o que o coração sente – mas o que os homens querem ver. Ela é um objeto maligno, que cansou-se das decepções e escolheu viver a vida assim, alimentando-se incansavelmente de destinos que consegue atrapalhar. Ela não é sequer a morte, apenas uma caricatura dela. Ela não tem apenas sorte, tem todos os trocados dela.

. Ícaro Uther

Querer

 

Para zarpar é preciso zarpar:

é preciso isolar do cais à força

o barco, mesmo que não haja tempo

mesmo que não haja mar, é preciso

 

zarpar para saber o que é zarpar,

é preciso vencer o que não quer

o mar e quer temer o que é perigo

do mar pois dos perigos que há no mar

 

o perigo maior mora no cais

por isso, quando tudo começar

por pior que o percurso possa ser

 

o pior já passou pois o pior

era não começar, pois o pior

jeito de naufragar é não partir

 

. Gregório Duvivier

Todas as Cores do Sol

 

Mulher tem cor para brilhar todo dia.

Tem a incandescência de nascer girassol,

tornar-se alegoria e fazer do coração do homem

o mais feliz recreio.

 

Algumas coração de pedra,

vestido às cinzas,

vida sofrida e um olhar

perdido num horizonte azul.

 

Algumas batom vermelho,

nariz empinado e leque

abanando o cabelo amarelo.

 

Ela tem a rosa matriz,

feita de cristal e serpentina,

que incendeia e tira o sono.

 

Mas só de encarar aquele sorriso,

ah, aquele quente sorriso…

Faz a vida valer a pena.

 

. Ícaro Uther

O Ruído e o Nascer do Sol

 

é hora de começar, enfim

fitar seus olhos em mim

sorrir dessa vez e tentar

 

mesmo assim, sem você notar,

anotarei em cada carta o endereço

– que será esquecido, aquecido, sem apreço

e sem pressa, pois ter pressa atrapalha e

às vezes deixo de tomar de conta do teu coração

por mirar nos lábios e perder a razão e perder

o sentido que queria que nossa vida rumasse

 

ah, como queria que tomássemos um porre,

mas desses bem fortes, que fizesse com que sozinhos

perdêssemos o equilíbrio e encontrássemos a felicidade

falando de assuntos antigos e cantarolando canções

que falassem verdades e abrissem nossos olhos para

o futuro acolhedor que nos espera

 

e enquanto meu cigarro apagasse eu coçaria

suas costas e juntos ficaríamos vendo o sol

nascer nessa janela quadrada

 

e teríamos a certeza que nos equilibramos

e que quando estamos perto um do outro

até o barulho da televisão deixa de ser irritante

 

. Ícaro Uther

Amarelo Caracol

 

segui teus passos,

senti teu cheiro e

achei imprevisível

teu jeito malquisto

de ser

 

maltratando a solidão e

cuspindo na minha cara

todas as vezes que pôde

cuspir

 

mas depois de tantos lençóis

e panos jogados no chão

meu coração adormeceu

e aprendeu a ser indiferente

– meio assim, sem jeito

atrapalhado e confuso

sincero e egoísta

 

ele é frágil, pequena

nem sequer maldade tem

 

amor tem demais

e medo tem também

 

mas teu calor abre meus braços

e me faz querer viver

juntinho com tais lençóis

 

entrelaçado em teus cabelos

– amarelos caracóis

 

. Ícaro Uther